segunda-feira, 31 de março de 2014

O FRACASSO NO CASAMENTO DE JOHN WESLEY - por Nathan Busenitz*[i]




John Wesley (1703-1791) é conhecido na história da igreja como o fundador do Metodismo. Seu compromisso com o Evangelho Bíblico, seu zelo pela pregação do evangelho e sua habilidade em fazer com que o movimento Metodista brotasse são traços que merecem nossa atenção. Sem contar que essas habilidades foram as primeiras faíscas usadas por Deus para atear fogo na Inglaterra da metade do século XVIII, trazendo um avivamento evangelístico (avivamento esse paralelo ao Grande Despertamento na América do Norte). No que diz respeito a ser um homem que foi usado por Deus, existem muitas coisas que podemos aprender com o Exemplo de Wesley. Seu casamento, por outro lado, deixou um legado diferente, que é digno de ser levado em conta, mas não por bons motivos. John Singleton, um autor metodista, explica:


A história do casamento de John Wesley é uma narrativa cautelosa no diz respeito às raizes do Metodismo, e que merece destaque nos dias atuais especialmente na vida de casais onde os cônjuges se tornam tão envolvidos com as coisas da igreja que falham em dedicar tempo e espaço suficientes um para o outro.

 Wesley e Mary Vazeille, viúva e mãe de quatro filhos, casaram-se em 1751. Em 1758 ela o deixou, incapaz competir com o tempo e devoção de Wesley dedicados ao florescente Movimento Metodista. Molly, como era conhecida, voltou para Wesley, e deixou-o por várias vezes antes de se separarem definitivamente.

            Por causa das viagens constantes de seu marido,Molly se sentia cada vez mais negligenciada. Ela começou a sentir ciúmes de seu marido, que frequentemente estava fora de casa. Além disso, ela começou a suspeitar das relações amigáveis que Wesley mantinha com diversas mulheres que faziam parte do movimento Metodista. Wesley fez pouco para diminuir as suspeitas de sua esposa.

            Consequentemente, o casamento deles era cheio de empecilhos, revela Stephen Tompkins em sua biografia sobre a vida de Wesley. Aqui estão alguns breves episódios retratados no livro:


Quando Wesley fez uma viagem missionária à Irlanda em 1758, Molly relatou que as palavras com que seu marido a deixou foram as seguintes: ‘ Espero nunca mais ver sua cara perversa. Quando Wesley voltou para a Inglaterra, eles brigaram violentamente, pelo fato de Wesley ter se recusado a mudar seus hábitos de escrever cartas afetuosas para outras mulheres, o que fez com que Molly o acusasse de adultério e invocasse para ele todas as maldições de Gênesis à Apocalipse.


O único registro do casamento de Wesley com Molly é do mês de dezembro de 1760, quando ela disse que Wesley saiu mais cedo de uma reunião com uma mulher de nome Betty Disine, e ainda foi visto com ela na manhã seguinte. Molly  disse a ele, de maneira afetuosa, para desistir de correr atrás de outras mulheres pois o seu caráter está em jogo.

            Em 1771, Molly anunciou que estava deixando John outra vez. No dia 23 de Janeiro, a revista Journal registrou “Por uma causa desconhecida por mim, minha esposa partiu para New Castle com o propósito de nunca mais voltar. Eu não a rejeitei, eu não a mandei embora, e eu não vou atrás dela.”.  

            Muitos outros episódios como estes podem ser citados. Mas como o último trecho revela Wesley não estava triste pelo fato de que sua esposa foi embora. O transtorno no casamento deles começou três meses depois da cerimônia, e acabou em uma separação definitiva. O que é ainda mais triste é que Wesley só soube da morte de sua esposa quatro dias depois que ela morreu. Comentando sobre o casamento trágico do fundador do Metodismo, Singleton trás a seguinte questão:

A lacuna entre marido e mulher aumentou emocionalmente e fisicamente até um ponto de não ter mais volta. Se você tiver a oportunidade de visitar a Capela Wesley em Londres, você verá, entre os artefatos na casa de Wesley, sua escrivaninha cheia de compartimentos escondidos. Foi exatamente nesse móvel que Molly leu as cartas de Wesley para suas ‘queridas irmãs’, interpretando e construindo de forma errada a linguagem enfeitada que denotava afeição, o que serviu de combustível para aumenta as chamas do ciúme.


O fracasso no casamento de Wesley é algo triste, porém nos trás a ideia da humanidade dele. Nessa ocasião, e em muitas outras, Wesley revela suas lutas interiores acontecendo por trás de seu regime implacável de viagens, trabalho pastoral e pregação da palavra. Tem que haver uma lição para todos nós ai.


De fato, o fracasso no casamento de Wesley se configura em um aviso sóbrio para qualquer homem que pretende ser pastor, e para os que já são. Para aqueles que se sentem tentados a confundir as prioridades dadas por Deus, o exemplo negativo de Wesley nessa área de vida conjugal deve ser um poderoso chamado para despertar. A Palavra de Deus estabelece padrões elevados para aqueles que são líderes de alguma igreja. Entre as qualificações para ser líder está uma vida familiar estruturada.

            Como eu costumo lembrar meus alunos nas aulas do seminário, você pode perder seu ministério e manter seu casamento, mas você não pode perder seu casamento e manter seu ministério.







[i] * Nathan Busenitz  serve como Pastor Na Grace Church ( Igreja da Graça)  e ensina teologia no Seminário  em Los Angeles
extraído de http://thecripplegate.com/john-wesleys-failed-marriage-reprise/ e traduzido por Carolyne Silva, aluna do 6º período do curso de Letras Língua Inglesa -UFCG.

5 comentários:

Anônimo disse...

John Wesleyana estava levantando um trabalho e isso é natural as irmãs se achegarem ao Ministro a mulher tem que reconhecer,principalmente se viajar.

Unknown disse...

O texto abaixo é completamente diferente do texto acima, em suas intenções, conclusões e propósitos! Vale a pena conhecermos um pouco mais da história de John Wesley antes de tirarmos quaisquer conclusões!

https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwj_rI_IuY7KAhWBD5AKHcUiCckQFggkMAE&url=http%3A%2F%2Fwww.metodistavilaisabel.org.br%2Fartigosepublicacoes%2Fdescricaocolunas.asp%3FNumero%3D1777&usg=AFQjCNHIZbUHIJ1KMGOGlX7UsP9jw817iQ&sig2=VaTiP3JKyvnLAC06W8tbCg

Anônimo disse...

Esse texto é carente de credibilidade, não tem citações verdadeiras, e até acho um tando idiota para não falar inverídico,
se essa pessoas orasse o tanto que João Wesley Orou, e pregasse o tanto que ele pregou, e fosse capaz de tirar o alcoolismo de um país somente em pregação como Wesley fez espero que se fizesse 01% seria bem melhor de que escrever textos sem um minimo de decência. Dr. Valdivan Leonardo dos Santos, Ph.d Teólogo Metodista.

Ramonn Combat disse...

Sinto em dizer mas tais afirmações não condizem com os frutos que John Wesley apresentou entre os homes e diante de DEUS. Segundo o texto descrito acima, da a entender que Wesley além de negligente com o casamento ele também era adúltero, o que aos olhos do SENHOR isso é totalmente repugnante. Nenhum ministério com tais frutos sobreviveria por tanto tempo debaixo e um pecado como este. Discordo deste texto e sugiro que pesquise mais, incluindo em suas pesquisas o link postado no comentário acima que está muito mais detalhado em suas informações.

canal MENSAGEIROS DA ULTIMA HORA itapipoca disse...

Oi fiquei um.pouco em duvida sobre jhon wesley

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...