sábado, 12 de junho de 2010

Meditações em uma ida à Biblioteca

Naquela noite quando eu cheguei na biblioteca central para estudar reparei que Jorge estava vendendo tapioca ali em frente. Logo que eu o vi pensei: "Senhor, por que Jorge não está vendendo tapioca lá no Parque do Povo, onde está havendo a festa do São João? Lá ele venderia muito mais do que aqui".

Então me lembrei que seu Jorge era Cristão! E apesar de alguns não acharem que vender tapioca na festa seja pecado, para Jorge talvez fosse e talvez por isso não tenha ido. E Deus me mostrou que se somos Cristãos, devemos glorificar a Deus com nosso trabalho.

Depois de estudar um pouco resolvi voltar para casa, era por volta das 20:30h. Sai da biblioteca, passei pela praça da bandeira, e desci pela Irineu Joffily. Quando eu estava caminhando, um motoqueiro passou, derrubou uma moto que estava estacionada e saiu, deixando a moto lá no chão. Aquilo me deixou abismado. Em seguida atravessei a rua do CCAA, e reparei em uma prostituta que sempre fica ali parada. Toda vez que passo por essa rua a vejo ali. Pensei comigo mesmo: "Senhor, tantas vezes eu passo por aqui e nunca evangelizei essa mulher. Nunca parei para dizer que o Senhor poderia mudar a vida dela". Então o Senhor me falou que se somos Cristãos, devemos evangelizar.

Continuei caminhando, até que algo me chamou atenção. Quando passei em frente ao Motiva, vi dois olhos brilhando em um local bem escuro. Era uma menininha, que estava catando alguma coisa dentro dos sacos de lixo do colégio. Reparei que ela não estava apenas mexendo no lixo, mas estava literalmente dentro dele procurando alguma coisa. E isso me doeu, porque aquela menina não aparentava ter mais do que 12 anos de idade. Pensei: "Senhor, como nos falta amor por essas pessoas. O que somos muitas vezes é hipócritas, porque falamos do Senhor para as pessoas, mas nos esquecemos de amá-las." Então o Senhor me falou que se somos Cristãos, devemos amar as pessoas.

Depois eu passei pela praça da morgação. Lá meu espírito se inquietou, quando vi vários jovens se prostituindo. Ali o Senhor me falou que não podemos ser Cristãos sem santidade.

Continuei descendo a rua até que vejo uma briga. Parei para ver a cena. Três homens fortes jogaram um homem no chão e o chamaram de ladrão. Eles estavam dizendo que ele havia roubado alguém e que deveria devolver o dinheiro. Lembrei também do motoqueiro que havia derrubado a moto estacionada e pensei: "Senhor, não podemos ser Cristãos sem ter integridade."

Continuei voltando para casa e pensando em tudo que eu havia visto, e que Deus havia me falado em uma simples ida à biblioteca. De repente, sem eu entender que relação tinha com tudo aquilo, o Espírito Santo me fez meditar em 1 Co 10:31, que diz "Portanto, quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus". E eu perguntei a Deus: "mas Senhor, eu faço tantas coisas para a glória do Senhor, por que esse versículo agora?" Me veio a resposta: mas você não faz TUDO.

Nesse dia eu pude entender, que ser Cristão não é somente Trabalhar para a glória de Deus, ou Evangelizar, ou Amar, ou se Santificar, ou ser Integro. Mas é ser todas essas coisas, em todo tempo e ao mesmo tempo.

Luiz Augusto

5 comentários:

Júlio César disse...

Gostei demais do texto. Precisamos estar sensíveis a voz do Senhor porque além de falar através de grandes realizações, Ele também fala nas pequenas coisas. Peçamos ao Senhor audição espiritual(Apocalipse 2:29; 3:13; 4:22).

Naile disse...

Tbm gostei muito...
É imprescionante como Deus fala conosco o tempo todo, precisamos apenas está sensíveis para ouvi-Lo!

Taciana Albuquerque ;D disse...

Glória a Deus, eternamente!
Cada dia que passa tenho mais convicção que nós vivemos pela GRAÇA!
A palavra de Deus nos fala que toda lei se resume em amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, mas no cotidiano pouco praticamos isso!
Creio que se nós não buscar-mos primeiro amar as pessoas e passar o nosso amor através das nossas palavras e atitudes, nossa evangelização vai ser semelhante ao nosso "amor": da boca pra fora!
No momento em que lia esse texto, Deus me fez refletir que muitos que não conhecem a palavra de Deus se preocupam muito mais em amar a seu próximo do que muitos de nós, que conhecemos a palavra. Uma prova viva disso sou eu, infelizmente! Lembro-me bem que quando eu ainda não cria em Jesus me preocupava muito mais em ajudar o próximo e ouvia muito mais sobre isso do que hoje, que creio em Jesus e congrego com pessoas que compartilham da mesma fé.
Acredito que muitas vezes nós nos preocupamos tanto em evangelizar ou fazer a obra de Deus que esquecemos que para fazer tais coisas é preciso primeiramente AMAR e procurar conhecer/entender as pessoas.
Não lembramos que muitas vezes um simples abraço é tudo que alguém está precisando em um momento.

Creio que a falta do amor incondicional e atitudes que evidenciem esse amor no meio do povo de Deus são grandes impecilhos para que os ímpios recebam a palavra e realmente acreditem que Deus transforma as pessoas.

Nós precisamos escolher AMAR!

Paaz.

Luiz Augusto disse...

Taciana, muito verdadeiro o que você disse!

Falar de Jesus é algo fácil. Dificil é você estar disposto a parar para ouvir os problemas de alguem, ou ajudar um drogado a se livrar das drogas, ou ajudar um bebado a se livrar da bebida, ou ter "tempo" de visitar os irmãos da igreja quando eles estão desviados, ou tirar dinheiro do seu bolso para dar de comer a alguem, ou visitar um alvo quando ele mora distante ou em um canto humilde. Todas essas coisas é bem mais dificeis e ninguem quer fazer!

"E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?" (Tg 2.14-16)

Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.

De fato Taciana, eu junto com você também dependo da graça de Deus! =/

Taciana Albuquerque ;D disse...

Só pra concluir, queria deixar essa palavra pra que todos nós meditássemos nela:

"Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim." (Mateus 25. 34-45)


Paz de Cristo Jesus. ;D

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...